top of page
  • Foto do escritorLagoaNerd

“Ninguém Sai Vivo Daqui”: filme de André Ristum abre Festival de Brasília e ganha trailer exclusivo

Abertura será a primeira exibição do longa no Brasil, após estreia internacional na Estônia, durante o Tallinn Black Night Film Festival;


Viviane Monteiro, Arlindo Lopes e Fernanda Marques em cena do filme “Ninguém Sai Vivo Daqui”, de André Ristum  Crédito: Marina de Almeida Prado
Viviane Monteiro, Arlindo Lopes e Fernanda Marques em cena do filme “Ninguém Sai Vivo Daqui”, de André Ristum Crédito: Marina de Almeida Prado

O filme “Ninguém Sai Vivo Daqui”, do diretor e roteirista André Ristum, produzido pela Sombumbo e pela TC Filmes, em coprodução com a Gullane, Canal Brasil e Geração Entretenimento, chega aos cinemas em 2024 e acaba de ter seu primeiro trailer divulgado. Além disso, no dia 9 de dezembro, o longa tem sua premiére no país, abrindo o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o mais longevo festival do gênero no país, que acontece entre 9 e 16 de dezembro.

 

Em novembro, o filme teve sua estreia mundial no Black Nights Film Festival, na capital da Estônia, Tallinn, na categoria Critics' Picks Competition Programme.

 

Inspirado no livro “Holocausto Brasileiro”, de Daniela Arbex, o filme ficcional “Ninguém Sai Vivo Daqui” aborda o genocídio que ocorreu no maior hospício do país, o Centro Psiquiátrico Hospitalar de Barbacena, de 1903 até meados dos anos 1980.

 

Ristum utiliza traços ficcionais para contar a história de Elisa (Fernanda Marques), que é internada por seu pai após engravidar de seu namorado, vítima, como tantos outros, de uma internação injustificada. O filme percorre a história dos personagens internados no manicômio, que existiu por quase um século.

 

Com terapias de choque, abusos físicos e psicológicos, métodos inadequados de tratamento, o longa-metragem também chama a atenção para o machismo estrutural sofrido pela protagonista, que vai desde os abusos cometidos por seu pai ao funcionário da instituição, interpretado por Augusto Madeira. Além de Fernanda Marques, o filme conta com a participação de Andréia Horta e Rejane Faria, ambas com personagens femininas marcantes.

 

A escolha do longa em preto e branco, feita em conjunto com o diretor de fotografia, Hélcio Nagamine, se dá por uma opção estética, mas, mais do que isso, pela “falta de cor” na vida dos personagens retratados.



Serviço

Exibição do filme “Ninguém Sai Vivo Daqui” - Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Data: 9 de dezembro

Ingressos: os ingressos para as sessões da Mostra Competitiva Nacional no Cine Brasília custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), e estarão à venda sempre a partir das 18 horas do dia de cada sessão, exclusivamente na bilheteria do cinema. Todas as demais mostras e atividades do festival, tanto no Cine quanto no Hotel ou nos Complexos Culturais de Planaltina e Samambaia são gratuitas. Apenas para a Mostra Brasília há distribuição gratuita de ingressos, sempre a partir das 16h. O ingresso é o único meio que habilita a votação do júri popular. O restante da programação é de acesso livre à sala.

2 visualizações0 comentário
bottom of page