top of page

O PROJETO CINEMA NA MESA EXIBE O LONGA ETERNAMENTE PAGU, DE NORMA BENGELL, SEGUIDO DE DEBATE E JANTAR HARMONIZADO NA CINEMATECA

Atualizado: 6 de abr.

O longa terá sessão na tela externa da Cinemateca, no dia 17 de abril, quarta-feira, às 19h; após a exibição, haverá um debate com convidados especiais e a curadora do projeto, Juliana Sabbag, seguido de um menu degustação inspirado no filme, criado pela chef Cacá Vicente


cena do filme ETERNAMENTE PAGU
cena do filme ETERNAMENTE PAGU

O próximo título a completar a trilogia é Xica da Silva, do Cacá Diegues, no dia 5 de junho. Carlota Joaquina, de Carla Camuratti, foi o longa que abriu o projeto, em fevereiro deste ano.

 

A compra do ingresso (R$ 220,00 por pessoa), pode ser efetuada no Sympla ou pelo PIX 09445047000133; o combo, com os dois filmes, pode ser adquirido com 10% de desconto (R$ 396,00)


Com apoio técnico da Cinemateca Brasileira, o projeto Cinema na Mesa apresenta a segunda edição do evento no dia 17 de abril, quarta-feira, às 19h, com o longa ETERNAMENTE PAGU, 1988 (direção de Norma Bengell, protagonizado por Carla Camurati). O projeto dará continuidade à exibição de filmes seguidos de debate e jantar harmonizado, em junho e no segundo semestre, com títulos que resgatam personagens femininas e históricas, que foram importantes para a Histórias do Brasil. A proposta é criar um espaço de troca, pensamento crítico e experiência sensorial, a partir das reflexões sobre os filmes exibidos na programação, com menus exclusivos e temáticos, além de bate papo com os realizadores dos filmes, convidados especiais e a anfitriã e curadora Juliana Sabbag, especialista em Cinema e Estudos de Direção.

 

O projeto tem como objetivo integrar sessão de cinema ao ar livre, na área externa da Cinemateca Brasileira, seguida de debate com os espectadores e degustação de um menu harmonizado, em diálogo com o filme exibido, criado e elaborado por chefs de cozinha apaixonados por cinema.

 

O Cinema na Mesa reúne pessoas interessadas em compartilhar ideias, pontos de vista, sensações e conhecimento a partir de um filme e de um menu inspirado na obra. É na troca que a gente descobre o quão profundo um filme pode ser. Quantas coisas ele pode nos dizer. Sobretudo quando a experiência nos oferece um ritual: a atmosfera da entrada, a exibição do filme, os debates em grupos, a apreciação do menu temático e, por fim, a saída e a colheita daquilo que ficou.

Já sentiu vontade de conversar sobre um filme que acabou de assistir e, de quebra, juntar-se ao redor de uma boa mesa, comandada por uma chef de cozinha, que cria e elabora um jantar inspirado na obra? Este é o Cinema na Mesa.

 

É um convite ao pensamento crítico, ao diálogo e às reflexões sobre temas da atualidade, de modo a ampliar o repertório cultural e a contribuir para a formação e geração de impacto a partir do potencial transformador de cada um.

 

Os filmes pensados para a primeira trilogia de exibição (fevereiro, abril e junho de 2024) resgatam obras relevantes e fundamentais na construção do cinema brasileiro e da nossa História. A partir dessa premissa, foram selecionadas três obras de grande importância na promoção da cultura cinematográfica e audiovisual, e que retratam figuras históricas e de força única:

 

  • Carlota Joaquina: Princesa do Brazil (Carla Camurati, 1995) – já exibido dia 27 fevereiro de 2024

  • Eternamente Pagu (Norma Bengell, 1988) – Data: 17 de abril de 2024

  • Xica da Silva (Cacá Diegues, 1976) - Data: 5 e junho de 2024

 

Para a primeira exibição, Carlota Joaquina foi escolhida pela importância da obra na retomada do cinema brasileiro. Uma comédia histórica, leve e popular, que lançou Carla Camurati como diretora e roteirista de longas-metragens. Carlota Joaquina ficou em cartaz por um ano e se tornou o grande sucesso de público da retomada do cinema brasileiro, com mais de 1,5 milhão de espectadores. O filme, do acervo da Cinemateca Brasileira, foi exibido em 35mm e contou com um público de mais de 100 pessoas, que assistiu ao filme numa noite quente e iluminada pela lua cheia, e debateu o longa com a diretora e produtora, além de degustar um menu harmonizado para lá de inspirado na Família Real.

Nessa vivência única de conexão do cinema com a gastronomia, o filme já é sentido antes da exibição, com teasers e proposta de comunicação clara e direta, provocando ideias e reflexões acerca da obra e seu contexto histórico, narrativas e linguagem cinematográfica. Textura e formatos em diálogo com o menu inspirado no filme. Brasilidades e afins. A ideia é conectar a experiência sensorial a partir da exibição de Eternamente Pagu, chegando ao debate com a convidada especial e a degustação do jantar temático, para construir um ambiente de acolhimento, da entrada do público até a sua saída, com completa imersão na época, contexto e atmosfera do filme.


Menu especial harmonizado com o filme através da criação e conhecimento da chef Cacá Vicente.

Inspirado na temática do filme, esse menu integra referências da época, comidas típicas da sociedade paulistana, servidas de forma bem artística, compondo um diálogo profundo com a temática da Arte e da Vanguarda. A referência aos intelectuais e aos modernistas prevalecendo na textura, formato e desenho de produção dos pratos. Da entrada à sobremesa, esse mergulho profundo em PAGU, uma artista à frente do seu tempo, incluindo referências da culinária francesa, que remete à viagem que a personagem fez a Paris e todas as marcas que compõe a sua biografia.

 CARDÁPIO DOS EVENTOS: acesse aqui

 

“Cinema e Comida são experiências que conversam profundamente entre si. Ambos devem trazer mensagens de sobrevivência, iluminação e prazer”

(Thomas Struck)

 

 

CINEMA NA MESA

Dia: 17 de abril, quarta-feira

Onde: Cinemateca Brasileira (Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Clementino)

Horário: 19h

 

Valor por pessoa: R$ 220,00 (inclui filme, debate com convidado especial e a curadora do projeto, jantar em 3 tempos e bebidas não alcoólicas)

 

Pacote por pessoa para os dois títulos (PAGU e XICA DA SILVA, com 10% de desconto): R$ 396,00

 

Bebidas alcoólicas vendidas à parte

 

Venda de ingressos através do SYMPLAou pelo PIX 09445047000133 (MBrant Com Ltda / Candytree)

 

OBS: em caso de chuva a exibição do filme será realizada na sala Grande Otelo e jantar no foyer.

15 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page