top of page
  • Foto do escritorLagoaNerd/Karen

CRÍTICA | COISAS DO AMOR

Atualizado: 2 de out. de 2023

Filme alemão tem uma primeira parte empolgante porém cai na mesmice dos clichês e foca mais no drama do que a comédia romântica

COISAS DO AMOR
COISAS DO AMOR

Na trama, uma campanha suja força o astro de cinema Marvin a fugir de repórteres e fãs. Coincidentemente, ele mergulha no cosmos feminista/queer do teatro 3000. A gerente do local, Frieda, não está nada entusiasmada com a superestrela a princípio e uma série de problemas começa.

O filme começa de forma interessante e principalmente quando o elenco do teatro 3000 aparece se torna mais empolgante com suas tiradas e humor sarcástico na medida e situações hilárias,o filme tem toques e pitadas de um lugar chamado nothing hill, um pouco do divertido Connie e Carla porém em vez de focar no romance e na comédia que ele tem perfeitas condições de proporcionar o filme foca no drama de Marvin e seus dilemas

o romance mesmo aparece só no começo e bem no finalzinho

fiquei de uma certa maneira decepcionada com o filme pois a primeira parte dele me empolgou porém ele cai em ritmo e na condução na trama

Gostaria de ter gostado mais dele pois o elenco é promissor exemplo de Frieda( Lucie Heinze) achei uma personagem leve divertida e merecia mais chances para ela brilhar em tela


No elenco temos Marco Albrecht ("Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres"), Peri Baumeister ("Céu Vermelho-Sangue"), Lucie Heinze, Alexandra Maria Lara, Elyas M'Barek e Anton Weil.

COISAS DO AMOR

Alemanha | 2022 | 99 min. | Comédia Romântica


Título Original: Love Thing | Liebesdings

Direção: Anika Decker

Roteiro: Anika Decker

Elenco: Marco Albrecht, Peri Baumeister, Lucie Heinze, Alexandra Maria Lara, Elyas M'Barek, Anton Weil

Distribuição: A2 Filmes


Sinopse: É hora do tapete vermelho em Berlim, e todos na estreia do filme – fãs gritando, paparazzi rondando e equipes de filmagem ansiosas – estão esperando para vislumbrar a maior estrela de cinema da Alemanha, Marvin Bosch. Mas todos eles estão esperando em vão, porque de jeito nenhum Marvin vai aparecer depois que sua entrevista com a jornalista de tablóide mal-humorada e implacável Bettina Bamberger deu terrivelmente errado. A estrela se vê fugindo da mídia e acaba se refugiando em um pequeno teatro feminista independente LGBT+ chamado “3000”, que é dirigido por Frieda e está à beira da falência. Será que Marvin, Frieda e seus amigos conseguirão salvar o teatro, restaurar a reputação de Marvin e dar uma chance real ao amor verdadeiro – tudo sob o olhar atento do público atônito?

3 visualizações0 comentário
bottom of page