top of page
  • Foto do escritorLagoaNerd/Karen

CRITICA | DEPOIS DE SER CINZA

Atualizado: 2 de out. de 2023

corações nublados ainda que estejam em estado de inverno procuram pelos raios de sol

DEPOIS DE SER CINZA
DEPOIS DE SER CINZA

O filme tem premissa interessante porém peca em trazer uma história mais atraente, personagens mais cativantes e que prendam mais atenção do telespectador mesmo que os atores sejam talentosos


Com roteiro de Leo Garcia e Dirigido por Eduardo Wannmacher

o filme é narrado a partir de três mulheres diferentes que se envolveram com o mesmo homem, Raul (João Campos). Isabel (Elisa Volpatto), Suzy (Branca Messina) e Manuela (Silvia Lourenço) estiveram com ele em momentos e lugares diferentes, numa trama que transita entre o Brasil (Porto Alegre) e a Croácia (Dubrovnik, Zadar e Zagreb). Por meio desses personagens, o longa faz um retrato dos relacionamentos contemporâneos, num mundo onde as fronteiras estão cada vez mais esmaecidas.


O filme tem como pano de fundo Raul estudante de antropologia ciência que estuda o comportamento humano seja na esfera cultural, como social em que mesmo os relacionamentos e a convivência entre ele, Manuela, Suzy e Isabel seja no Brasil como na Croácia ainda continuam a ser difícil lidar com relacionamentos

Achei interessante eles usarem como um dos cenários a Croácia um país mais do leste europeu mais conhecido por suas construções medievais e pelo futebol, o elenco feminino é bom e mostra seu talento inclusive achei Elisa Volpatto muito bem como Isabel principalmente nas falas em croata


apesar disso o filme peca em mostrar a que veio, outros filmes inclusive produções nacionais souberam abordar melhor sobre as nuances e camadas que envolvem diferentes relacionamentos mesmo que estejam interligados,ainda que também aborde a depressão o filme parece ser superficial nesse quesito e mesmo tendo momentos de road movieparece ainda não ter encontrado o caminho a qual seguir



3 visualizações0 comentário
bottom of page