top of page

CRÍTICA| JORGE DA CAPADÓCIA - ESTETICAMENTE E VISUALMENTE BEM FEITOS MAS PECA AO TER PRESSA DE CONTAR A HISTÓRIA

Atualizado: 25 de abr.

São Jorge é um dos santos mais amados e admirados do Brasil e do mundo sendo padroeiro até de times de futebol, agora ele ganha um filme para chamar de seu às vesperas do seu dia (23 de abril)


JORGE DA CAPADÓCIA
JORGE DA CAPADÓCIA

Na história após ter vencido mais uma batalha, Jorge é condecorado como novo capitão do exército, e agora se vê diante de seu maior desafio, ser fiel à sua fé ou sucumbir aos desmandos do imperador Diocleciano.


O filme em si é bem feito contando um pouco das origens de Jorge desde ser um grande soldado e capitão do imperador Diocleciano e como ele em dúvidas da propria fé se redimi em se tornar contrário ao perseguidor de cristãos


Os destaques para a trama vão para Alexandre Machafer como Jorge e Cyria Coentro como a mãe de Jorge


infelizmente pela pressa de contar sobre os muitos feitos de São Jorge acabam atrabalhando o que poderia ter sido um filme melhor avaliado


Existem algumas atuações que se tornam um pouco caricatas e outras mais fracas mas de modo geral apesar disso o filme consegue passar uma boa impressão


Os efeitos especiais até mesmo do dragão são bem feitos apesar de não aparecerem tanto mas dão um charme a trama

Esteticamente e visualmente o filme é muito bem feito com uma fotografia com tons sepia e mais terrossos que dão mais qualidade ao que se vê


Apenas a ressalva que em relação a maquiagem deixou um pouco a desejar principalmente em cenas de batalha ou dos momentos mais tensos

Jorge da Capadócia é uma boa entrada para se conhecer um pouco mais de um dos santos mais admirados do mundo e vale a pena ser visto








52 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page