top of page

Domingo à noite de André Bushatsky, com Marieta Severo e Zé Carlos Machado ganha data de estreia nos cinemas

Marieta Severo ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Madrid Film Awards® (MADFA) 2023 Distribuição é da O2 Play

  Marieta Severo e Zé Carlos Machado no pôster de Domingo à Noite | Créditos: Divulgação
Marieta Severo e Zé Carlos Machado no pôster de Domingo à Noite | Créditos: Divulgação

Domingo à Noite, a mais nova ficção dramática dirigida por André Bushatsky, roteirizada por Bruno Gonzalez com produção de Márcia Nepomuceno, estreia nos cinemas no próximo dia 4 de abril. O longa-metragem mostra como a vida de Margot, uma das maiores atrizes do Brasil, casada com Antônio, escritor premiado e com Alzheimer avançado, muda completamente quando descobre que também tem a doença. O filme é uma produção Valenza Filmes e tem distribuição da O2 Play.


 A ideia para o filme surgiu a partir de uma experiência pessoal do roteirista Bruno Gonzalez após a morte de seu avô e o surgimento dos primeiros sinais de demência em sua avó. Quando Bruno começou a desenhar o roteiro, foi percebendo que a demência e o Mal de Alzheimer afetam muitas famílias. “Quis contribuir para essa reflexão, para pensarmos em como agir, em como compreender o sentimento de quem está passando por isso”, comenta o roteirista.

 

Domingo à Noite acompanha Margot (Marieta Severo), que tem 75 anos e é uma das maiores atrizes do Brasil. Ela é casada por mais de 50 anos com Antônio (Zé Carlos Machado), um escritor premiado e sofrendo Mal de Alzheimer avançado. Enquanto luta para manter a independência do casal e cuidar do marido sozinha, ela enfrenta grandes dificuldades internas para finalizar seu último filme. Porém, mais importante, ela luta para manter o amor vivo diante da falta de memória do marido. Quando Margot descobre que também tem a doença, ela precisará se reconectar com os filhos para manter a independência e poder morrer em paz.

 

“É impossível não se sensibilizar com a destruição que a falta de memória causa na vida de uma pessoa. Isso me fez pensar em como seria chegar à maturidade, depois de uma vida inteira e não conseguir sequer lembrar as experiências, as alegrias e as tristezas que tivemos. Isso me fez questionar o que é a vida sem nossas lembranças”, conclui Gonzalez.

 

O encontro de Bruno com o diretor André Bushatsky aconteceu por intermediação da produtora do filme Márcia Nepomuceno. De acordo com o trio, a conexão entre eles foi instantânea e a preparação para o filme teve início em 2020. “Não tínhamos nenhum incentivo fiscal por conta dos cortes do governo federal no período. O Brasil vivia um dos piores períodos para a cultura e ainda enfrentávamos a pandemia da covid-19. Mas, nada disso nos intimidou. Tínhamos um propósito e juntos fomos criando essa cumplicidade e fortalecendo a vontade de fazer um filme que emocionasse o público”, comenta Márcia.


 Domingo à Noite é um filme intenso e sensível ao mesmo tempo. O silêncio é imperativo para que esses dois elementos se encontrem na tela. Os personagens precisam dessa quietude para buscar as memórias e, no caso da Margot (Marieta Severo), a certeza do que o futuro lhe reserva. Já para a audiência o silêncio se faz necessário para refletir, junto com os atores, a respeito de todas as questões que o filme apresenta”, comenta o diretor André Bushatsky.

 

Marieta Severo e Zé Carlos Machado contracenam no longa Domingo à Noite. Foto: Divulgação/Christian Rodrigues
Marieta Severo e Zé Carlos Machado contracenam no longa Domingo à Noite. Foto: Divulgação/Christian Rodrigues

O diretor também utiliza o plano sequência para ter uma representação mais verdadeira na passagem de tempo do filme. “É o ritmo real da vida dos protagonistas, incomoda, faz querer acelerar a vida. E, muitas vezes, a vida não aceita aceleração e nem retorno ao passado. Cada passo precisa ser pensado, dado sem pressa, por mais urgência que se queira ter”, completa o diretor.

 

Domingo à Noite estreou no Festival do Rio 2022 na categoria Hors Concours Novos Rumos, esteve no Montreal Independent Film Festival 2022, e foi o único longa brasileiro selecionado para a mostra virtual Boston Film Festival 2022. O longa também esteve no Madrid Film Awards® (MADFA) 2023, em que Marieta Severo recebeu o prêmio de Melhor Atriz por sua atuação.

 

Sobre o diretor

André Bushatsky é diretor, roteirista e produtor executivo. Bushatsky já comandou programas de televisão, publicidade e conteúdo, e roteirizou animações como Miss Dollar – baseada em um conto de Machado de Assis e premiada no 12º Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) – além dos curtas Roid e O Método Holandês.

 

Entre os filmes roteirizados e dirigidos por André estão o média-metragem Tão Perto, Tão Longe e o longa-metragem A História do Homem Henry Sobel, que abriu o 18º Festival de Cinema Judaico de São Paulo. André Bushatsky também dirigiu os documentários Brasileiríssima e Um pouco de mim, um pouco de nós, além do longa de ficção No Outro Encontro Você.  

Ficha Técnica

Direção: André Bushatsky

Roteiro: Bruno Gonzalez

Produção Executiva: André Bushatsky, Bruno Gonzalez, Luiz Gonzalez, Márcia Nepomuceno e Rodrigo Gonzalez

Direção fotográfica: Flávio Dragoset

Direção de arte: Fumi Hashimoto

Montagem: Federico Brioni

Música original: André Abujamra

Elenco: Marieta Severo, Zé Carlos Machado, Natália Lage, Johnnas Oliva, Isio Guelman, Karen Coelho, Hugo Bonemer e Bárbara Santos

Produção: Valenza Filmes

Distribuição: O2 Play

Duração: 87 minutos

12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page